quarta-feira, 27 de maio de 2009




Fui aqui apropriar-me de leituras alheias. Mas o que é bom é para disseminar, como peniscos em dias de vento.


«(...) Quem poderá ir em peregrinação ao centro do tempo?

Os pais com os seus filhos. E os amantes.

(...) Os que não se encontram exactamente no centro da morte ainda podem mover-se, mas fazem-no à velocidade dos glaciares. Pode levar-se um ano a escovar o cabelo, mil anos a dar um beijo».


[Alan Lightman, in Os Sonhos de Einstein]

2 comentários:

Luz disse...

Às vezes as palavras dos outros fazem-nos muito sentido, vestem-nos como uma pele ou aqueles sapatos perfeitos.
Gostei daqui :)

raquel disse...

Obrigada, Luz

És muito bem-vinda,quer venhas mais luminosa ou mais sombria :)