segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Esfera


Ontem um berlinde de vidro motivou o Alexandre a fazer uma Ode a Heráclito. Anteontem, o A_gosto fez-me chegar a casa com um saco de berlindes. Encantatórios. O dono da Casa da Boneca - loja de brinquedos de Viseu, que faz parte do imaginário infantil dos viseenses da minha idade - ofereceu, a cada um dos participantes, um saco com esféricas memórias. A Casa da Boneca está prestes a fechar. E na cidade deixará de haver igual loja, com caixas de jogos já envelhecidas pelo tempo, com brinquedos que hoje já não se podem designar por brinquedos, com restos de uma infância que já era.

Lembro-me do violeiro, que disse que, «quando somos jovens, temos muitas arestas mentais» e que, com a passagem do tempo, «tudo na vida tende a ficar esférico».

Para os nostálgicos, deixo uma sugestão: Mistério Juvenil.

4 comentários:

Sininho disse...

Que saudades ...lembro me de ter berlindes..de ter uma gaiola verde para colocar todos os anos um grilo e claro depois tinha que lhe dar comida...lembro me de ter um conjunto de chávenas de chá e um conjunto de panelas. Lembro me de um careca..que era quase como se fosse um irmão ..e de cortar a franja ao cabelo de algumas bonecas..lol ..

Mas o melhor de tudo..era sem dúvida...um baloiço artesanal ..que saudades!!!

beijinhos

Violet disse...

Berlindes...meu deus...
Os "abafadores", os grandes...

Às vezes tenho saudades da simplicidade dos dias...se se pudesse voltar atrás e emendar as escolhas, as decisões demasiado pesadas para serem tomadas em tão tenra idade....

Raquel...que falta me fazem os brinquedos de infância, as bonecas de tranças, as casas miniatura, os vestidos de renda...

Obrigada pelo pedaço de memória. Que as tuas palavras preenchem sempre pedaços vazios.

Um beijo, Violet

Paulo disse...

A casa da boneca vai fechar???
aquela no largo D. Duarte???

f.....

já não há crianças como antigamente

日月神教-向左使 disse...

.................................................
.