segunda-feira, 27 de julho de 2009

Destroço






Imagens do filme Dolls, de Takeshi Kitano


Tempo de destecer,
recolher
e voltar ao novelo.

Já foi tempo.
Já passou tempo.

Agora os meus olhos são do mundo
e não teus.
E sei que o mundo está além dos contornos
delimitados pela lava
da tua boca, do teu corpo, da tua palavra vã.

Os meus olhos estão acima das nuvens,
abaixo das raízes,
junto ao húmus.

Tu estás algures,
esbatido, numa moldura de cores polares.
Estás n’ O Mar de Gelo, de Caspar Friedrich.