sábado, 18 de abril de 2009

Precisar de ar, ar, árvore

Aqui não deixo de ver poesia ensanguentada. O bisturi a abrir uma metáfora.

1 comentário:

Deda disse...

Parabéns pelo blogue.